Porque é que o peixe e marisco sustentável é bom para as… pessoas?

Peixe e marisco são uma importante fonte de proteínas e, fazem muitas vezes, parte de uma dieta equilibrada. Para cerca de 3 mil milhões de pessoas em todo o mundo – principalmente nos países em desenvolvimento – peixe e marisco são fontes de proteínas indispensáveis. [1] Está na altura de proteger de forma sustentável essas fontes de proteínas. Sim, o peixe não é apenas saboroso mas também nutritivo e saudável: apenas 150g podem fornecer 50 -60% da dose diária recomendada de um adulto de proteína. Em 2010 o peixe constituía 16,7% da proteína animal consumida globalmente, mas essa quantidade pode representar até 50% nos países em desenvolvimento [2] – sendo que que aí o peixe ainda é uma fonte de proteína relativamente barata – mesmo para as pessoas que vivem em situação de pobreza. [3] O peixe não contém apenas níveis elevados de proteínas facilmente digeríveis e uma grande quantidade de aminoácidos essenciais: mesmo a sua gordura, que contém os chamados ácidos gordos ómega-3 possuem benefícios para a saúde. Aumenta a elasticidade dos vasos sanguíneos no corpo humano. Alguns estudos afirmam mesmo que pode prevenir ataques cardíacos  [4] e reduzir o risco de Alzheimer. [5] O peixe só irá permanecer um alimento saudável para nós no futuro, se conseguirmos, em conjunto, transformar a pesca mundial numa relação sustentável com esta mercadoria preciosa – e não só para nós aqui, na Europa, mas também para as pessoas nos países em desenvolvimento onde uma elevada proporção de pessoas são dependentes do peixe tanto como forma de subsistência, como fonte de alimentação. Como consumidor, pode ajudar ao comprar apenas produtos sustentáveis de peixe e marisco.
referências no texto
[1] FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura). O Estado da Pesca e da Aquicultura no Mundo 2014. Roma. Página 66. http://www.fao.org/fishery/sofia/en [2] FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura). O Estado da Pesca e da Aquicultura no Mundo 2014. Roma. Página 22. http://www.fao.org/fishery/sofia/en [3] FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura). O Estado da Pesca e da Aquicultura no Mundo 2014. Roma. Página 24. http://www.fao.org/fishery/sofia/en [4] http://www.herzverband.at/pages/vorsorge/fischoel-gegen-ploetzlichen-herztod.php [5] http://www.lebensmittelwissen.de/kurzberichte/artikel/alzheimer-fisch-omega-3-fettsaeuren.php
Share This