Porque é que os produtos do mar sustentáveis são bons para a economia?

Se o oceano fosse uma economia, seria a sétima maior do mundo. O uso sustentável dos seus preciosos recursos é uma condição essencial para salvar e criar empregos e empresas responsáveis.

Axel Hein

Especialista em Conservação Marinha, WWf Austria

O pensamento a longo prazo compensa

O pescado está entre os produtos mais comercializados em todo o mundo. A pesca e a aquacultura contribuem para a prosperidade e desenvolvimento económico. A indústria da pesca só será rentável a longo prazo se o desligarmos do lucro a curto prazo. Procurar seguir caminhos sustentáveis é imperativo e beneficia todos.

Sustentabilidade não significa menos quantidade

A pesca sustentável não significa necessariamente capturar menos pescado mas sim pescar o peixe certo, em quantidades toleráveis, poupando outros. E também significa usar equipamentos e técnicas de pesca sustentáveis que não visem apenas maximizar o volume de capturas. A conservação a longo prazo de valiosos recursos marinhos é a base da prosperidade económica.

Potencial por utilizar

A gestão sustentável das populações marinhas pode aumentar significativamente o lucro. Especialistas estimam o potencial extra não utilizado em cerca de 83 mil milhões de dólares. [1] Uma melhor gestão poderia recuperar as populações pesqueiras, resultando na captura de pescado de maior e de melhor qualidade.

Combater a pirataria

A pesca ilegal é o sexto maior crime global – o seu valor anual é estimado em cerca de 36,4 mil milhões de dólares por ano. [2] A pesca ilegal também está frequentemente ligada a violações dos direitos humanos e a horríveis condições de trabalho. [3]

Alterações na procura conduzem à mudança

Além das decisões políticas, é o setor corporativo e os consumidores de produtos do mar quem decide sobre o futuro da pesca e da aquacultura. O aumento da procura e do fornecimento de produtos sustentáveis acelera a mudança para uma pesca e produções aquícolas mais responsáveis e sustentáveis. Ajude a alimentar a crescente população mundial e ajude a melhorar os direitos humanos no setor dos produtos do mar, escolhendo pescado sustentável.

3 fatos sobre produtos do mar e economia

fato #1

O valor económico dos ambientes costeiros e oceânicos é avaliado em termos de conservação em 2500 mil milhões de dólares americanos todos os anos. [4]

fato #2

1. EUA, 2. China, 3. Japão, 4. Alemanha, 5. França, 6. Reino Unido, 7. Oceano, 8. Brazil, 9. Itália, 10. Russia, …

O produto marinho bruto anual, o equivalente ao PIB de um país, tornaria o oceano a 7ª maior economia do mundo. [4]

fato #3

  • 23%

A UE é o maior importador mundial de produtos do mar. 23% do pescado comercializado ao nível global é importado para a UE. [5] Metade das importações chegam de países em desenvolvimento, representando 61% das exportações mundiais. [6]

Ok, mas o que é que eu posso fazer?

A procura europeia por atum pescado de forma sustentável tem proporcionado a mais de 6.000 pescadores Filipinos melhores rendimentos e, ao mesmo tempo, protege as populações deste peixe. Escolha peixe sustentável!

 

Joann Binondo

Programme Manager, WWF Philippines

[1] World Bank Group. 2015. The Sunken Billions Revisited. Progress and Challenges in Global Marine Fisheries. Page 2-3.
http://www.worldbank.org/content/dam/Worldbank/Topics/Environment/Sunken%20Billions%20Revisited-web-2.pdf
[2] Global Financial Integrity. 2017. Transnational Crime and the Developing World. http://www.gfintegrity.org/report/transnational-crime-and-the-developing-world/
[3] Chantavanich et al 2016. Under the shadow: Forced labour among sea fishers in Thailand. Marine Policy 68:1-7
[4] Hoegh-Guldberg, O. et al. 2015. Reviving the Ocean Economy: the case for action – 2015. WWF International, Gland, Switzerland. Geneva. Page 12.http://wwf.panda.org/wwf_news/?244770/Ocean-wealth-valued-at-US24-trillion-but-sinking-fast
[5] EUMOFA (European Market Observatory for Fisheries and Aquaculture Products). The EU Fish Market. 2014 Edition. Page 1.
http://www.eumofa.eu/documents/guest/Yearly%20Highlights/The%20EU%20fish%20market_EN.pdf
[6] Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO).www.fao.org/news/story/en/item/214442/icode

Share This